politica 06/04/2018 às 22:40

Só derrota: Cármen Lúcia mantém Fachin como relator de liminar em que Lula queria escolher o juiz

Defesa do petista havia solicitado que liminar fosse julgada por Marco Aurélio de Mello. Fachin deixou a decisão com a Presidente, que decidiu em seu favor.

A defesa de Lula não tem dado uma dentro. Além das derrotas consecutivas, vai criando um ânimo terrível contra seu cliente nas mais diversas instâncias do Judiciário. A última bola fora foi entrar com pedido de liminar tentando escolher o juiz.

A defesa queria Marco Aurélio de Mello. Como o juiz natural do caso é Edson Fachin, a liminar foi distribuída para ele.

Elegantemente, Fachin devolveu o pedido para a Presidente do Tribunal, Cármen Lúcia, distribuir como julgasse mais conveniente.

Cármen devolveu Fachin ao julgamento.

Além de tudo a manobra é burra e ajuda a criar a impressão de que Marco Aurélio seria um juiz parcial em favor do petista.

O final de Lula está sendo patético.

Notícias Relacionadas