politica 06/04/2018 às 13:29 - Atualizado em 06/04/2018 às 13:42

No dia da prisão de Lula, PF prende histórico operador do PSDB em São Paulo

Engenheiro Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, é acusado de usar a Dersa, empresa responsável pela infraestrutura do estado como caixa de campanha para os tucanos.

O petismo tem dito que a Justiça persegue o partido e Lula. Entretanto, Eduardo Cunha já está preso há dois anos. E hoje, de forma emblemática, o ex-diretor da empresa Desenvolvimento Rodoviário S/A, a Dersa, responsável pelas obras de infraestrutura no estado de São Paulo, Paulo Vieira de Souza, também foi preso.

Paulo Preto, como é conhecido, é acusado de desviar R$ 7,7 milhões entre 2009 e 2011. O dinheiro não seria apenas para ele: seria para abastecer campanhas de tucanos como José Serra e o atual candidato do partido à Presidência, Geraldo Alckmin.

A narrativa petista é desmontada pelos fatos dia após dia.

Notícias Relacionadas