politica 05/04/2018 às 16:43

Ex-Partido de Bolsonaro tenta livrar Lula da cadeia

PEN, Partido de Bolsonaro até o ano passado, entra com liminar junto a Marco Aurélio e pode salvar ex-Presidente de ser preso.

Jair Bolsonaro anunciou a sua filiação ao PEN no final de julho do ano passado, com direito a foto junto com o Presidente do partido, Adilson Barroso. O partido passaria a se chamar Patriotas e seria por ele que Bolsonaro concorreria a Presidência da República. Na época, fazia pouco mais de um ano que este mesmo PEN havia entrado com uma ADC junto ao Supremo Tribunal Federal para derrubar as prisões após condenação em 2ª instância. Bolsonaro silenciou sobre o tema.

Após uma tremenda confusão envolvendo três de seus filhos, Flávio, Eduardo e Carlos, Bolsonaro acabou abortando a filiação e decidindo ir para o PSL.

Eis que hoje o mesmo PEN, antigo abrigo de Bolsonaro, entra com liminar junto ao Ministro Marco Aurélio de Mello. O pedido é simples: o partido quer que Marco Aurélio, que votou favorável ao Habeas Corpus para Lula, garanta monocraticamente, contra o entendimento do plenário do STF, a manutenção da liberdade do ex-Presidente.

Bolsonaro ficou por vários meses no PEN, com aliados seus assumindo postos-chave na Executiva Nacional e sem realizar qualquer movimento para que a ação fosse retirada. Agora ela é usada para salvar Lula.

O Mito terá muito a explicar caso Marco Aurélio conceda a liminar.

Notícias Relacionadas