politica 05/04/2018 às 09:38

Aliado de Lula e do PT, Maduro diz que não se submeterá a elites racistas

Ditador venezuelano está indignado porque finalmente o mundo democrático rompeu com seu regime totalitário.

Nicolás Maduro terminou o serviço de Hugo Chávez e destruiu a Venezuela. Os cidadãos venezuelanos disputam a tapas com cachorros restos de comida. Os que conseguem caminhar, andam centenas de quilômetros para buscar asilo no Brasil ou na Colômbia. Graças a esta verdadeira tragédia humanitária, finalmente governos como os da França e da Colômbia se renderam à realidade e romperam com seu governo.

Foi o suficiente para que o tiranete surtasse. "Sim, são uns racistas, têm uma visão discriminatória. Como este zambo mestiço não se submete às suas ordens e desígnios, então, dizem que Nicolás Maduro é uma ditadura, é um ditador. Este zambo jamais se submeterá às elites colonialistas e racistas de Paris, Madri e Bogotá", delirou Maduro durante cerimônia de comemoração dos 50 anos da morte do ativista norte-americano Martin Luther King, no palácio de Miraflores.

É este tipo de aliado que sobrou para Lula e para o PT.

É deste tipo de gente que o Brasil se livrou com o impeachment.

Graças a Deus.

Notícias Relacionadas