geral 27/02/2018 às 19:40

Genro de Trump tem acesso à segurança rebaixado

Com reclassificação determinada pelo chefe de gabinete da Casa Branca, general John Kelly, Jared Kusher terá menos acesso à documentos sigilosos.

Um dos principais assessores do Presidente dos Estados Unidos, seu genro Jared Kushner, consultor sênior da Casa Branca, teve seu acesso à documentos sensíveis sobre segurança nacional rebaixado. Quem tomou a decisão foi o general John Kelly, chefe de gabinete de Trump na Casa Branca. O rebaixamento ocorreu no último dia 23 de fevereiro. Kushner, casado com Ivanka, filha e responsável por cuidar dos negócios de Trump, não foi o único afetado pela medida: vários outros assessores que trabalhavam com licenças temporárias de alto nível tiveram suas liberações para acessso à segurança de nível superior removidas. As informações são do site Breitbart.

Trump poderia pedir uma autorização de segurança para Kushner, mas disse que deixaria a decisão para Kelly. "Vou deixar o general Kelly tomar essa decisão e ele vai fazer o que é certo para o país", disse Trump na sexta-feira. "Não tenho dúvidas de que ele tomará a decisão correta", completou o Presidente.

A Casa Branca declinou se manifestar sobre a questão, como disse a secretária de imprensa, Sarah Sanders durante o briefing de imprensa, informando que não discutiria questões de segurança. "Ele é um valioso membro da equipe e ele continuará fazendo o importante trabalho que ele tem feito desde que ele começou", afirmou Sanders.

Kelly disse que Kushner ainda terá o acesso à informação de segurança necessária para executar suas tarefas para o presidente.

Notícias Relacionadas