politica 18/01/2018 às 15:00

Em Editorial, Folha reconhece: Meirelles é o único candidato Ficha Limpa

Jornal aponta processo contra Bolsonaro por incitação ao estupro, condenação contra Lula e Haddad, e acusações contra Rodrigo Maia, Geraldo Alckmin e Jaques Wagner na Lava-Jato.

A Folha de São Paulo passa longe de ser um jornal simpático ao governo Temer e seus aliados. Sua simpatia um tanto quanto envergonhada por esquerdistas também já é bastante conhecida. Sendo assim, chega a ser surpreendente o editorial do maior jornal do país nesta quarta-feira (18) intitulado "Enrolados". Partindo da recente condenação de Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo e plano B do petismo para a disputa presidencial, o jornal faz uma constatação: entre os principais pré-candidatos no momento, apenas um tem Ficha Limpa: o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Ao longo do editorial, a Folha aponta as complicações legais em que os pré-candidatos presidenciais foram se metendo: Lula está condenado em primeira instância e será julgado em segunda instância no próximo dia 24 pelo sítio em Atibaia e pelo tríplex, segundo Sérgio Moro, ambos frutos da corrupção na Petrobras. Haddad foi condenado por improbidade administrativa e abuso de poder econômico nas eleições municipais. Jaques Wagner, plano C do petismo (em caso de inviabilidade de Lula e Haddad), é acusado na Operação Lava-Jato de receber propinas da Odebrecht. Mesma acusação recai sobre Rodrigo Maia do DEM, Presidente da Câmara dos Deputados e Geraldo Alckmin, do PSDB, governador de São Paulo.

Já o deputado Jair Bolsonaro tem contra si um inquérito por incitação ao estupro, que tramita no Superior Tribunal de Justiça. 

Além do histórico de competência absoluta na gestão da economia, Meirelles vai tendo reconhecido seu passado íntegro, sem envolvimento com qualquer tipo de corrupção.

Pode ser um diferencial importante no pleito que se aproxima.

Notícias Relacionadas