geral 09/01/2018 às 03:26

Foi sepultado menino que morreu afogado em Governador Celso Ramos

O enterro ocorreu por volta das 15h no Cemitério Júlio Rosa, em Charqueadas (RS), cidade natal da família da criança, a 50 km de Porto Alegre.

O menino de sete anos que morreu afogado em Governador Celso Ramos foi sepultado na tarde de segunda feiar (8).

Murilo Theisen dos Santos morreu no domingo, quando estava com a família na Praia das Cordas. Inicialmente foi noticiado que ele teria morrido em virtude de um foguete que foi disparado acidentalmente em sua direção, mas a causa da morte, segundo os legistas, foi afogamento. Foram divulgados pelo Instituto Geral de Perícias o resultado dos exames periciais realizados pelos profissionais do IML. Conforme o órgão, não foi identificado qualquer tipo de ferimento provocado por artefato explosivo no corpo de Murilo. Já o laudo cadavérico está em fase de conclusão e será encaminhado posteriormente ao delegado responsável pelas investigações do caso.

O enterro ocorreu por volta das 15h no Cemitério Júlio Rosa, em Charqueadas (RS), cidade natal da família da criança, a 50 km de Porto Alegre.

"Hoje nos despediremos do nosso anjo aqui na terra, acreditando que ele já está num lugar melhor, pois só assim nos mantemos em pé" escreveu nas redes sociais Janine Theisen, uma tia do garoto.

Em entrevista ao Jornal do Almoço, da rede NSC, o homem que estava jogando os foguetes, Gean Fabrício Hang, de 39 anos, lamentou o episódio e prometeu nunca mais soltar foguetes. Natural de São José, ele foi preso em flagrante mas solto no final da tarde, já que a criança não apresentava lesões provocadas por fogo, e a causa da morte apontada pelo médico legal foi afogamento.

Notícias Relacionadas