geral 18/12/2017 às 16:39 - Atualizado em 19/12/2017 às 11:35

Cunhado de Ana Hickmann pode pegar até 20 anos de prisão por ter defendido sua família

A verdade é que o cunhado de Ana Hickmann realmente agiu em legítima defesa e em um momento de nervosismo, não havia como medir as consequências naquela hora.

Informa a Istoé:

Ministério Público de Minas Gerais vai pedir pena de 6 a 20 anos de prisão para o cunhado da apresentadora Ana Hickmann, Gustavo Correa, pela morte do suposto fã da estrela, Rodrigo Augusto de Pádua, em um hotel da zona sul de Belo Horizonte em 21 de maio do ano passado. A defesa alega legítima defesa. O promotor Francisco Santiago, do II Tribunal do Júri da capital, afirma que houve homicídio simples. “A pessoa já havia sido dominada e levou três tiros na nuca”, diz. Sobre possíveis críticas que possa sofrer, o promotor diz não se incomodar. “Tenho que me ater ao que minha consciência manda.”

O detalhe mais importante, no entanto, é que Rodrigo de Pádua, o agressor, havia sequestrado Ana Hickmann e sua assessora no quarto do hotel e estava armado. Gustavo, o cunhado da apresentadora, foi quem agiu para intervir, desarmando o bandido e depois atirando nele com a arma do próprio agressor.

No Brasil é considerado homicídio doloso matar alguém nessa condição, muito embora houvesse um caso claro de agressão e ameaça direta contra a vida da apresentadora e de outros entes queridos. A verdade é que o cunhado de Ana Hickmann realmente agiu em legítima defesa e em um momento de nervosismo, não havia como medir as consequências naquela hora.

Notícias Relacionadas