geral 08/12/2017 às 12:04

Itália prende estrangeiros que promoviam casamentos fakes para obter cidadania

Polícia italiana desmontou rede que promovia casamentos falsos.

A investigação começou em setembro de 2016 com um relatório da embaixada italiana em Marrocos. Uma mulher de Manfredonia havia pedido um certificado de adequação para o casamento de um marroquino, mostrando um recibo de pagamento que parecia ser falso. Então, a dúvida de que poderia ser um casamento de conveniência. As informações são do site TGla7 e da Agência Ansa.

A partir deste pequeno incidente emergiu uma rede lucrativa que introduzia na Itália homens e mulheres cidadãos de Marrocos. Em três estrangeiros, eles identificaram na Itália as pessoas que estavam dispostas a contrair casamentos no exterior, por uma taxa de aproximadamente 2.000 euros.

A cerimônia ocorreu em Marrocos, onde o visto de entrada do cônjuge foi então solicitado na embaixada italiana. Uma vez na Itália, bastava viver juntos durante o período necessário para obter uma autorização de residência. E, finalmente, a prática da separação foi ativada para poder contratar um novo casamento.

A infração é a facilitação da imigração ilegal no Estado italiano através da produção de documentação falsa e atestados às autoridades italianas, tanto no exterior como na Itália.

Notícias Relacionadas