politica 06/12/2017 às 15:42

Morales assina acordo contra o tráfico de drogas no Brasil e escancara hipocrisia bolivariana

Como se a Bolívia, onde ele preside, não fosse um dos maiores produtores de cocaína da América Latina.

Como bem destacou Cláudio Humberto em sua coluna no Diário do Poder, o presidente da Bolívia, Evo Morales, esteve no Brasil para filar a boia no Itamaraty e, de quebra, assinar o acordo hipócrita de cooperação contra o "tráfico ilícito de entorpecentes", como se existisse algum tráfico lícito.

O acordo é uma hipocrisia: ignora o fato de a Bolívia produzir 80% da cocaína consumida no Brasil e nele não há qualquer compromisso do visitante em reduzir a produção da folha de coca, matéria-prima da droga. 

A verdade é que a Bolívia segue a mesma diretriz de todo o bolivarianismo coordenado por eles próprios no Foro de São Paulo: total condescendência com o narcotráfico que, dizem, ajuda a combater o imperialismo. Claro que isso também é mentira. O narcotráfico não combate o imperialismo de ninguém, apenas ajuda a encher o bolso de guerrilheiros e terroristas que querem o poder tanto quanto qualquer ditador.

Por falar em ditadura, a Bolívia já é praticamente uma.

Notícias Relacionadas