politica 27/11/2017 às 15:38

STF julgará em dezembro direito de PF fechar delação

O caso, no entanto, só será julgado pelo STF em dezembro. A tendência é que a Polícia Federal seja autorizada a continuar firmando os acordos juntamente com a PGR, sem exclusividade para nenhum dos lados.

Enquanto a Procuradoria Geral da República tenta obter excluvisidade para fechar delações, isso desde os tempos de Janot, a PF recorre ao Supremo Tribunal Federal para que tenha o direito de exercer suas funções. A questão não é unanimidade, mas alguns ministros já sinalizaram em prol da Polícia Federal, entendendo que a delação nada mais é do que um processo no qual se recolhe depoimentos e provas, que é prerrogativa dos investigadores, pelo menos este é o caso do ministro Marco Aurélio Melo, que é relator do processo.

Para termos uma dimensão dos fatos, o acordo de impunidade absurdo entre PGR e JBS foi feito na época em que Janot ocupava a cadeira. O detalhe é que ele agiu sem o conhecimento da PF, nem mesmo o material apresentado pelos criminosos irmãos Batista passou por uma perícia adequada. Tempos depois se descobriu toda a tramoia, na qual inclusive dois ex-assessores de Janot estavam envolvidos até o pescoço.

O caso, no entanto, só será julgado pelo STF em dezembro. A tendência é que a Polícia Federal seja autorizada a continuar firmando os acordos juntamente com a PGR, sem exclusividade para nenhum dos lados.

 

Notícias Relacionadas