geral 22/11/2017 às 18:39

De Santa Catarina para Londres: franquia brasileira abre na Europa

O Café du Centre, que tem 10 franquias no Brasil, teve que reduzir o açúcar dos doces, por conta da preferência do paladar europeu

Ao contrário de grandes e pequenos empreendimentos do mercado gastronômico, o Café Du Centre não sentiu a passagem da crise econômica. A doceria e confeitaria criada há três anos em Itapema, Santa Catarina, cresce 70% ao ano, tem 10 franquias espalhadas pelo Brasil e mais oito unidades prontas para serem inauguradas. Entre elas, está a primeira franquia fora do país, no bairro Hempstead Heath, em Londres, prevista para 2018.

O franqueado londrino é um empreendedor que estava no Brasil a passeio, conheceu a cafeteria, gostou e decidiu investir. Mas as irmãs criadoras da marca, a psicóloga Bruna Vieira, 27 anos, e fotógrafa Paula Vieira, 33, não fecham qualquer negócio. Foi necessário um ano de conversas para finalizar cada detalhe, incluindo, inclusive, uma viagem das sócias à capital inglesa para conhecerem de perto o local que abrigará o Café. Bruna e Paula também foram convidadas pelo governo da rainha a participarem do The Week, evento de empreendedorismo para empresas estrangeiras que acumulam indicadores de sucesso.

Devido ao grande interesse pelas franquias, a previsão de crescimento da empresa é de 100% no ano que vem. As irmãs Vieira também estão analisando propostas de empreendedores da Ásia, Europa, Estados Unidos e Emirados Árabes. Mas não há pressa. Pelo contrário. Elas priorizam o cuidado com a expansão da marca para não perder a qualidade da experiência proporcionada aos clientes.

As opções do menu mostram outra preocução do Café Du Centre: o fomento da economia local e o empoderamente das mulheres. Os cafés, servidos em taças caprichadas, acompanham algodão doce, feito por uma empreendedora que trabalha numa praça da região e agora tem uma fonte de renda a mais. Os ingredientes dos produtos são feitos por cozinheiros também das redondezas, que trabalham de acordo com os princípios de Paula e Bruna.

O grande sucesso do Café Du Centre pode ser explicado pela atenção aos detalhes. A família Vieira dedicou-se a pensar, de forma minuciosa, cada nuance da doceria. A inspiração da decoração, que também se reflete nos pratos, não veio de uma viagem a Paris. As sócias desejam que os clientes se sintam na capital francesa dos sonhos, imaginada por casais, jovens e amantes do romantismo. Essa referência pode ser observada na delicadeza das cortinas, feitas por costureiras locais, na estampa das mesas e cadeiras, na música de sotaque francês ao fundo, no atendimento, muito atencioso, e claro, no cardápio.

Os croissants, carros-chefe da casa, são elaborados artesanalmente por uma francesa, moradora da cidade de Itapema. Assim como as empanadas, feitas por uma cozinheira argentina. Da terra de Mercedes Sosa, também vem o doce de leite, que recheia tortas e croissants e incrementa cafés, além das taças desconstruídas. Já o melado de cana usados nos doces é fornecido pelo tio, que também vive em Santa Catarina.

Esses produtos, que compõem o menu, são enviados semanalmente para todas as franquias do Brasil. Só de croissants, são produzidas cerca de 20 mil unidades por mês. Já para a loja de Londres, as irmãs Vieira entenderam que seria necessário adaptar o menu. Alguns doces receberão doses mais amenas de açúcar, por conta da preferência do paladar europeu, e o menu será diferente. Continuam os croissants, saem os pães de queijo recheados.

*com informações: Juliana Gomes para a Gazeta do Povo

Notícias Relacionadas