politica 09/11/2017 às 15:13

Bolsonaro é condenado a pagar R$ 150 mil por suposta declaração homofóbica

Declaração foi dada ao programa CQC, em 2015. Deputado ainda pode recorrer ao STF.

O deputado federal e pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro a indenizar o Fundo de Direitos Difusos, órgão do Ministério da Justiça em R$ 150 mil por uma suposta violação de direitos coletivos. Em entrevista ao programa CQC em 2015, Bolsonaro foi perguntado sobre como reagiria caso tivesse um filho gay. O então deputado disparou: "Meus filhos tiveram uma boa educação. Então, esse risco eu não corro".

Bolsonaro perdeu no recurso que apresentou ao TJ-RJ por três votos a dois, numa votação apertada. Desde a época da polêmica, o Presidenciável vem insistindo que nunca fez quaisquer críticas aos gays, mas sim à doutrinação e ao famigerado Kit Gay, que o Ministério da Educação no mandato de Dilma Rousseff pretendia distribir para escolas inclusive atuando na educação infantil.

Bolsonaro ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal.

Notícias Relacionadas