geral 09/11/2017 às 09:13

Tinder promete aproximar interação online dos encontros reais

A Match anunciou que vai estrear novas funcionalidades de inteligência artificial e geolocalização na app. Os detalhes ainda não foram divulgados , mas o CEO garante que vão chegar nas próximas semanas

Greg Blatt, CEO da Match, que é a empresa dona do Tinder, afirmou recentemente que a app vai ficar menos chata. Diz que as novas  funcionalidades devem "diminuir o abismo entre o mundo digital e o mundo real do namoro".

As declarações foram feitas depois da publicação do relatório financeiros da Match, que detém ainda as plataformas de dating OkCupid e PlentyofFish. Os números mostraram uma receita de 343 milhões de dólares no terceiro trimestre do ano, uma subida de 19% do que no período homólogo de 2016.

Blatt adiantou que os números da empresa se devem, em grande parte, ao sucesso do Tinder Gold, e revelou que a aplicação vai ganhar novas funcionalidades nas próximas semanas, com sistemas de geolocalização e inteligência artificial a servir de base.

"Até agora o Tinder tem sido uma máquina de swipes", disse Blatt. "É eficaz e simples, mas, em última análise, limitado". A ideia do CEO para mudar este cenário passa por introduzir um conjunto de experiências interativas pós-match, de forma a envolver os dois contactos em atividades mais dinâmicas.

Apesar de não ter adiantado grandes detalhes, o Greg Blatt disse que as funcionalidades vão integrar variáveis do mundo físico e do mundo digital, de forma a "expandir a app a novos domínios sociais".
 

Notícias Relacionadas