geral 01/11/2017 às 16:46

Delator da JBS xinga agente e fica próximos 10 dias na solitária

Ricardo Saud ficará sem televisão e visitas de familiares.

O ex-diretor de Relações Institucionais da J&F, holding que controla a JBS dos irmãos Batista, Ricardo Saud foi levado para o Pavilhão Disciplinar do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, na manhã desta terça-feira (31) após xingar um agente penitenciário. O castigo vale por dez dias. Os advogados dele informaram ao G1 que vão tentar falar com a direção do presídio para reverter a situação.

O incidente aconteceu antes de o ex-executivo – preso junto com o empresário Joesley Batista (dono do grupo J&F no começo de setembro por suspeita de omissão no acordo de delação premiada – prestar depoimento na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga a JBS. Na ocasião, ele alegou o direito constitucional de permanecer calado e não respondeu as perguntas dos deputados e senadores.

Enquanto Saud estava fora da penitenciária, o agente procurou a direção para relatar o desacato. O Pavilhão Disciplinar fica em ala diferente da em que ele foi instalado quando preso. Lá, ele não tem acesso a televisão. Além disso, perde o direito às visitas de familiares, que ocorrem nas sextas.

Em nota, a Subsecretaria do Sistema Penitenciário informou que abrirá inquérito disciplinar para apurar os detalhes. "Após a conclusão, o procedimento será encaminhado para a Vara de Execuções Penais (VEP). A pena para os casos de indisciplina pode chegar a 30 dias de isolamento, além de perda de outros benefícios, conforme decisão da justiça."

Notícias Relacionadas