economia 06/09/2017 às 12:44

Recuperação à toda: inflação é a menor desde 1999

Alimentos caem pelo 4º mês consecutivo e acumulado de 12 meses é o menor desde o primeiro ano do segundo mandato de FHC.

Se tem um setor em que Michel Temer só tem colhido bons resultados, certamente esta área é a economia. Após ter nomeado um verdadeiro Dream Team na área, com economistas donos de currículos estrelados e vasta experiência no mercado, os juros caíram, o crescimento está retornando em bases sólidas e o indicador que mais impacta no bolso das famílias simplesmente despencou. A inflação acumulada nos últimos doze meses é a menor desde 1999, primeiro ano do segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso. A queda nos preços dos alimentos pelo quarto mês consecutiva é um dos principais responsáveis pelo resultado.

O IPCA, a inflação oficial do país, subiu 0,19% em agosto, após alta de 0,24% no mês anterior, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (6). No acumulado de 12 meses até agosto, o IPCA teve alta de 2,46%, a menor variação acumulada em 12 meses desde fevereiro de 1999 (2,24%). Com isso, nota-se a desaceleração do índice comparando com o resultado de 2,71% observado no acumulado até julho.

Com perspectiva de crescimento do PIB de até 1% ao final do ano, além de uma queda expressiva e considerável da Selic, a taxa básica de juros, Temer tem tudo para entrar em 2018, ano eleitoral, recuperando fortemente sua popularidade e no mínimo em condições de influenciar fortemente a própria sucessão.

Notícias Relacionadas