politica 16/08/2017 às 05:37

China reafirma que pressão exterior não ajuda a resolver a crise na Venezuela

O ministro chinês, Wang Yi, reiterou hoje a neutralidade do seu país, face à atual crise política que atinge a Venezuela, afirmando que as pressões exteriores não ajudam a encontrar uma solução para a crise

"A História já demonstrou que a pressão e interferências do exterior não ajudam à resolução das crises", disse Wang, citado pela agência noticiosa oficial chinesa Xinhua.

Os problemas da Venezuela "devem ser solucionados pelo seu próprio Governo e o seu povo", acrescentou o ministro, insistindo que a China não intervirá na questão venezuelana. Wang sublinhou, contudo, que a solução para a crise deve ser formulada com base no diálogo e na lei.

O ministro chinês tinha já defendido a necessidade em respeitar o princípio de não ingerência entre governos, face às ameaças do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de intervir militarmente na Venezuela.

A China é, desde a década passada, um dos maiores parceiros comerciais da Venezuela, país que chegou a ser o principal destino do investimento chinês na América Latina. O país asiático é também um importante credor de Caracas.

Notícias Relacionadas