politica 27/07/2017 às 09:56

Brasil registra desempenho pífio no Índice de Qualidade Institucional 2017

O país ficou na posição 104 do ranking

O Brasil ficou na posição 104 da edição 2017 do Índice de Qualidade Institucional, que é medido desde 2007 pela Fundação Liberdade e Progresso. O índice mede, entre outras coisas, corrupção, facilidade de fazer negócios, abertura de mercado, liberdade de expressão, dentre outras variáveis.

Os quatro primeiros colocados do ranking são europeus: Noruega, Suécia, Finlândia e Dinamarca. O país americano mais bem colocado no ranking é o Canadá com a nona posição e na América Latina destaque para o Chile na posição 25. 

Para contextualizar a má colocação, somente na América Latina, o Brasil figurou atrás de "potências" regionais como Suriname e Belize. 

O índice de 2017 destacou a subida da Argentina no ranking, com os efeitos das políticas do Presidente Mauricio Macri. Somente no índice que mede corrupção o país melhorou 12 posições entre 2016 e 2017.

O índice completo pode ser consultado, em espanhol, neste link: http://www.libertadyprogresonline.org/wp-content/uploads/2013/09/ICI2017_ES.pdf

 

Notícias Relacionadas