economia 26/05/2017 às 11:47 - Atualizado em 26/05/2017 às 11:47

Nova etapa da Lava-Jato prende envolvidos em negócios da Petrobrás na África

Compra de direitos de exploração em Benin já rendeu uma condenação ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB).

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta (26) a 41ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Poço Seco. Estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva, um de prisão temporária e três de condução coercitiva nos estados do Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo. As informações são da Folha de São Paulo.

Entre os alvos estão um ex-banqueiro, um empresário, um ex-gerente da Petrobras e Fernanda Luz, filha do lobista que atuava na Petrobras Jorge Luz. Ele está preso em Curitiba com o filho Bruno. A ação desta sexta apura operações financeiras realizadas a partir da aquisição pela Petrobras de direitos de exploração de petróleo em Benin, na África –contrato que rendeu uma condenação ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apontado como beneficiário de US$ 1,5 milhão em propinas neste caso.

Agora, a investigação identificou outros cinco destinatários de valores indevidos, segundo o Ministério Público Federal. A propina chegou a US$ 10 milhões, ou quase um terço do valor do negócio. Os alvos desta fase teriam recebido os valores em contas ocultas na Suíça e nos Estados Unidos.

Notícias Relacionadas