politica 25/05/2017 às 09:43

Contra terrorismo, Temer aciona o Exército

Presidente utiliza decreto sem necessidade de aprovação do Congresso para restabelecer a ordem no Distrito Federal.

O golpe que teve início na semana passada com a notícia falsa de Lauro Jardim, acusando Temer de dar anuência ao empresário Joesley Batista para comprar o silêncio do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) segue tendo desdobramentos. Em ato convocado pelas centrais sindicais em Brasília, terroristas levaram o caos à capital da República, incendiando o Ministério da Agricultura, destruindo o Ministério da Cultura e tentando incendiar o Ministério da Saúde, além de destruir a entrada do Ministério da Ciência e Tecnologia. A ação articulada de desestabilização, agora fazendo uso de elementos tipicamente terroristas segue articulada.

Reagindo ao caos e mostrando que mesmo fragilizado segue no comando da situação, o Presidente Michel Temer (PMDB) publicou em edição extraordinária do Diário Oficial na tarde de ontem um decreto designando as Forças Armadas, sob comando do Exército para o reestabelecimento da ordem no Distrito Federal.

A esquerda logo esperneou, armou um berreiro e seguiu com seu circo, inclusive provocando conflitos no interior da Câmara dos Deputados. Histéricos, berram que é uma volta aos tempos da ditadura militar, ignorando que Dilma utilizou o mesmo mecanismo no Rio de Janeiro, na Bahia e durante os Jogos Olímpicos.

Temer age bem e tenta recuperar um pouco da ordem perdida.

Este Sul Connection se dedicará a partir de agora a analisar o quê aconteceu desde a semana passada, buscando entender os movimentos do complexo golpe em andamento.

Notícias Relacionadas