politica 07/04/2017 às 21:58

Ex-embaixador britânico na Síria dispara: Ocidente está sendo manipulado por jihadistas

Peter Ford afirma que ação com base em ataque químico não apurado devidamente reforça posição de fundamentalistas islâmicos na região.

Peter Ford não é uma figura qualquer: é simplesmente o ex-embaixador da Grã-Bretanha na Síria. E seu posicionamento em relação ao ataque realizado ontem (06), por ordem do Presidente norte-americano Donald Trump contra bases sírias é enfático: foi uma tremenda trapalhada, que fortalece apenas as posições dos jihadistas fundamentalistas islâmicos.

Na contramão dos elogios feitos pelo governo de Theresa May, Ford criticou duramente o movimento, questionando a narrativa do mainstream e alertando para graves conseqüências para o povo sírio. "Se é apenas um suposto ataque químico, então a greve dos americanos não pode ser justificada. Eles entregaram o veredito sem deliberar sobre as provas. O que precisa acontecer, e ainda pode acontecer, é a investigação adequada da ONU, mas o dano já está feito ", disse Ford Russia Today

Ford disse que o ataque dos EUA servirá para deteriorar a situação na Síria: "O que Trump fez tem feito menos provável que possa haver um resultado negociado e mais provável que haverá mais luta e mais uso de armas químicas". 

Crucialmente, o ataque americano provavelmente encorajará terroristas na Síria a lançarem ataques, incluindo possíveis ataques químicos, disse o ex-embaixador. 

"Se você fosse um jihadista, você não seria jubiloso esta manhã? Você não estaria planejando operações de bandeira falsa para garantir que mais envolvimento americano fosse trazido para cima de Assad? Claro que você faria", disse Ford.

Tais "operações de bandeira falsa" já foram lançadas por militantes como documentado no relatório de agosto da ONU, lembrou, alertando que "todos nós estamos sendo manipulados pelos jihadistas e seus apoiantes".

Notícias Relacionadas