politica 07/04/2017 às 13:58 - Atualizado em 07/04/2017 às 14:03

Moro concorda com Aécio: busca por salvadores da pátria é algo infantil

Em entrevista ao jornal Clarín, Moro externa posição que ajuda a entender o carão que deu em Jair Bolsonaro.

Parece que o carão de Sérgio Moro em Jair Bolsonaro não foi gratuito. Em entrevista ao jornal Clarín, Moro afirmou que um dos principais problemas do Brasil é a crença em salvadores da pátria. Moro ecoa uma crítica feita pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), em jantar realizado no começo do mês passado em Brasília. Na ocasião, Aécio externou a preocupação de que a descrença com a política abrisse espaço para salvadores da pátria

“Nós temos um problema no Brasil — não sei se isso acontece também na Argentina — de crer em salvadores da pátria. Isso é muito infantil. É preciso construir as instituições dia a dia. Acredito que exista um foco demasiado na minha pessoa, quando existe uma polícia que investiga, um Ministério Público que acusa, e no poder judiciário há outros tribunais que revisam minhas decisões. Somos todos parte de um processo”, afirmou o magistrado, que esteve nesta semana em Buenos Aires para uma conferência na Universidade Católica da Argentina (UCA).

Vale ressaltar que Lula, desde os primórdios de sua carreira, também tem se apresentado como "salvador da pátria".

O juiz também defendeu acordos de leniência que salvem as empresas através da colaboração com a Justiça e do pagamento de multas. "É melhor uma empresa regenerada do que uma empresa extinta", concluiu.

Notícias Relacionadas