politica 03/04/2017 às 21:58

Desespero leva Dimenstein a listar 10 notícias "falsas" de site de jornalismo, mas não consegue achar uma sequer

O dono do Catraca Livre está completamente fora de si. Após terem desmascarado seu boteco "cultural", aparentemente ele começou a escrever embriagado...

por Roger Scar

Gilberto Dimenstein é um desses fiscais de notícias falsas que, ironicamente, só publica mentiras ou propaganda para aliados políticos. Cabo eleitoral não-oficial de Fernando Haddad, tem gasto boa parte de seus últimos meses com ataques caluniosos contra Fernando Holiday, com publicações tendenciosas e até falsas sobre a gestão Doria, e de uns tempos para cá resolveu atacar o Jornalivre, veículo de informação independente que faz oposição aos seus interesses. O que é pior: Tudo isso começou por causa de um boteco que Dimenstein quer que chamem de "espaço cultural", para o qual recebeu verba da Rouanet. Ele não gostou muito de ter sido desmascarado...

Hoje o Catraca Livre publicou uma matéria pretensiosa. O site aparentemente iria listar dez matérias falsas veiculadas pelo Jornalivre, o que acabou não acontecendo. Na realidade, na matéria do Catraca Livre ele publicou dez matérias reais que se esforçou - não o suficiente - para distorcer. Abaixo vou listá-las, uma a uma, para mostrar o tamanho do desespero.

1-  Bolsonaro quer comunista assumido e colunista da Carta Capital como seu “conselheiro”

Inverdade: classificar Delfim Netto de comunista. Pelo contrário, ele fez parte de dois governos durante a Ditadura Militar no Brasil, o do Costa e Silva e Castelo Branco.

Delfim Netto é, há um bom tempo, colunista da Carta Capital, uma das publicações mais petistas da história do país. Não fosse suficiente, Delfim foi direta e indiretamente responsável por um dos maiores engessamentos da economia justamente no período em que foi ministro, ainda durante o Regime Militar. Aliás, Delfim Netto é o único político brasileiro vivo que tem passagem confirmada pela Sociedade Fabiana, além de ter elogiado o PT diversas vezes, ter-se posicionado contrário ao impeachment de Dilma e ter dito que a ex-presidente era "absolutamente honesta".

2- Estadão é massacrado nas redes após mentir sobre Fernando Holiday

Inverdade: o Estadão não faz matérias para ajudar o PT. Bem longe disso, o jornal é conhecido por ser um dos mais tradicionais e conservadores do Brasil.

A matéria citada diz que o Estadão foi massacrado, por seus próprios seguidores no Facebook, após publicar uma mentira sobre Fernando Holiday. O texto faz menção ao caso da vereadora petista que agrediu Fernando, enquanto a matéria do Estadão dizia que Fernando a teria agredido. Em nenhum ponto da matéria, nem mesmo em seu título, é dito que o Estadão faz matérias para ajudar o PT, é dito tão somente que o jornal mentiu a respeito de Holiday.

3- Vídeo de Kim Kataguiri detonando Wágner Moura viraliza; ator foi contratado pelo MTST

Inverdade: Wagner Moura não integra nem foi contratado pelo MTST. A assessoria do ator divulgou nota informando:

“Wagner Moura esclarece que diferentemente do que foi dito no vídeo publicado pelo governo federal em suas redes sociais no dia 14 de março, ele não foi contratado pelo MTST para vídeo contra a proposta de reforma da previdência. Wagner participou voluntariamente da mobilização, pois ao contrario do que diz o vídeo do governo, acredita que essa reforma representa mais um enorme prejuízo aos direitos dos trabalhadores brasileiros.”

Aqui o expediente é mais simples: manipulação barata. Não faz a menor diferença se Wagner Moura foi pago para fazer o vídeo ou não, o fato é que ele foi chamado para participar de uma propaganda (aliás, com conteúdo falso) produzida pelo MTST. Se pagaram ele pelo serviço ou se ele fez voluntariamente pouco interessa, pois todos sabem que Moura é militante esquerdista há muito tempo.

4- Extrema-esquerda diz que Boulos foi cortado da Folha por perseguição política, mas a verdade é que o jornal está falindo

Inverdade: Otavio Frias Filho, diretor da Folha de S.Paulo, não pode ser chamado de militante petista disfarçado. Prova disso, foi o jornal ter sido um dos principais veículos a revelar o Escândalo do Mensalão, durante o governo Lula em 2005.

A Folha de São Paulo sempre teve viés de esquerda, mas nos últimos anos o veículo ficou completamente tendencioso, vide os ataques totalmente gratuitos a João Doria. No entanto, a matéria não é sequer uma notícia, é um texto de opinião, assinado por mim mesmo. Além disso, quem acusou o jornal de ter agido com perseguição política ao demitir Boulos foram os próprios sites esquerdistas, não o Jornalivre. O texto, inclusive, está registrado na categoria "Opinião", não em "Notícia".

5- Jornalista do BuzzFeed tem passado de militância em favor da extrema-esquerda

Inverdade: alegar que a jornalista do BuzzFedd, Tatiana Farah, teria publicado matéria que revela caixa 2 na campanha do vereador de São Paulo, Fernando Holiday,  com única motivação: a moça ser simpatizante da extrema-esquerda. Detalhe: o Buzzfeed é uma empresa norte-americana de mídia de notícias. Precisa falar mais alguma coisa ou você ainda acha que tem chances de ser um canal esquerdista?

Aqui Dimenstein ultrapassou o limite do ridículo.

Negar que BuzzFeed seja um site esquerdista é algo que o próprio BuzzFeed não faz. Aliás, é interessante ele mencionar o fato de o site ser americano. De fato, é mesmo, e o mesmo serviu como um dos vários veículos de propaganda para Hillary Clinton nos EUA durante a campanha de 2016. Ademais, a militância da "jornalista" que fez a matéria é fato comprovado.

6-Gregório Duvivier publica foto de amigos e a Internet não perdoa: é a verdadeira elite branca. Mídia esconde o caso. 

Inverdade: impossível classificar a postura  e o comportamento de alguém por meio de uma única foto. Não dá para afirmar que Gregório Duvivier não tem convívio com pessoas negras e é racista.

Aqui vemos o mesmo caso do item 3. Ninguém disse que Gregório Duvivier é racista, ao menos não na matéria. A única coisa dita é que internautas pegaram no pé do comediante por ele ter postado uma foto apenas com pessoas brancas, sendo que esquerdistas como ele próprio já usaram esse tipo de coisa para atacar inimigos. Novamente, ninguém acusou Duvivier de ser racista na matéria!

7-Após cinco anos, Globo cancela o ultraesquerdista “Esquenta”

Inverdade: Regina Casé é ultra-esquerdista? Há anos a artista trabalha na Globo, o sistema de televisão mais rechaçado pela esquerda brasileira. Dificilmente uma pessoa com ideias ultra-esquerdistas conseguiria manter seu emprego, por tanto tempo, em uma emissora com esse perfil.

Primeiramente, Dimenstein tenta induzir o seu leitor ao erro com esse papo de "trabalha na Globo", como se isso por si só fosse uma evidência de não-esquerdismo. O que o "jornalista" finge esquecer é que Marcelo Freixo recebeu diversos artistas globais em um evento de campanha no ano passado, e que recebeu dinheiro em doação das mãos de gente como Fernanda Lima, que mantém um programa na emissora há anos. 

De qualquer forma, não é dito nesta matéria nada acerca da ideologia política de Regina Casé, mas da linha adotada no programa Esquenta, que tinha claro viés esquerdista no sentido cultural.

8- Sob gestão de Petry, Villa é demitido da Veja

Inverdade: a Revista Veja não está nas mãos da extrema-esquerda, com Antônio Petry. Pelo contrário, a publicação tem fama de ser conservadora.

André Petry, não Antônio, é esquerdista. Pouco tempo antes de assumir oficialmente sua posição na Veja, a publicação demitiu colunistas assumidamente de direita como Rodrigo Constantino e Joice Hasselmann, e depois veio a demissão de Marco Antônio Villa. Depois que Petry assumiu o comando da revista, ficou claro que a mesma guinou radicalmente para a esquerda, chegando a fazer matéria de capa contra Aécio Neves sem ter evidências a respeito das acusações contra ele e, o que é pior, usando como base uma delação que o próprio advogado do delator negou que tenha acontecido. 

9- Segundo Lula, Marisa recebia R$ 20 mil de aposentadoria. Por quê?

Inverdade: o teto máximo de aposentadoria pelo INSS é de R$ 5.189,82.

Quando uma publicação diz "segundo fulano", isso quer dizer que quem disse foi a pessoa citada, no caso em questão foi o próprio Lula. Não foi o jornal que disse isso, portanto, mas Lula, que afirmou em seu depoimento que sua falecida mulher, Marisa Letícia, recebia R$ 20 mil de aposentadoria. Somente depois que esta matéria foi ao ar é que surgiu uma explicação para o fato.

10- Letícia Sabatella, em foto, escancara a hipocrisia da extrema-esquerda

Inverdade: Letícia Sabatella anda debaixo de um guarda-sol que está sendo carregado por um funcionário da Rede Globo, pois se trata de um procedimento comum durante as gravações das novelas. A medida é adotada para que os atores não apareçam suando e com a maquiagem borrada durante as filmagens.

Não há inverdade alguma, novamente. O texto não é uma notícia, é uma opinião. O autor tem todo o direito de pensar que o ocorrido escancare a hipocrisia da extrema-esquerda. O fato de ter sido um funcionário da Rede Globo, ou o fato de que fazem isso para proteger a maquiagem dos atores, é completamente irrelevante. Dimenstein é contra o direito de alguém ter opinião apenas por ele não concordar?

No fim, estas foram as dez "notícias falsas" verdadeiras ou opinativas mencionadas por Dimenstein, que não conseguiu provar sequer uma mentira do jornal, ainda que provavelmente tenha passado a tarde inteira em cima disso. Não dá para esperar muito do Catraca Livre, realmente.

Notícias Relacionadas