economia 27/03/2017 às 10:51

Atingidas pela Carne Fraca, empresas processarão o Governo

Decisão que ainda deve ser anunciada visa cobrir prejuízos bilionários causados pela Operação. Conta, pra não variar, será paga pelo povo.

Empresas banidas do mercado mundial de carnes, como consequência da Operação Carne Fraca, não vão deixar barato o prejuízo bilionário com a perda de clientes. E vai sobrar para vítimas que nada têm com isso: os contribuintes. A decisão, ainda não admitida publicamente, é exigir do governo do Brasil, na Justiça, reparação de danos que podem chegar anualmente a US$ 14 bilhões, equivalentes a R$ 40 bilhões. Só nos dez primeiros dias, o prejuízo apurado chega a quase meio bilhão de reais, segundo levantamento de entidades como a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As informações são do jornalista Cláudio Humberto em sua coluna Diário do Poder.

O ministro Blairo Maggi (Agricultura) prevê 5 anos para que empresas brasileiras recuperem o mercado perdido. É só multiplicar por R$ 40 bi. Antes da Operação Carne Fraca, o Brasil era o maior exportador mundial, responsável por mais de 15% de todo abastecimento do planeta. A irresponsabilidade, açodamento e vontade de aparecer da Polícia Federal, do Ministério Público e do Judiciário, geraram o rombo.

Caso o governo seja condenado, a conta, pra não variar, vai parar no bolso dos contribuintes.

É o resultado da República do "Contra Tudo isso que Está Aí".

Notícias Relacionadas