politica 23/03/2017 às 10:42

Governo do PT também levou os Correios à falência

Apenas nos últimos quatro anos os prejuízos ultrapassam a carga dos R$ 5,5 bilhões. Informações são do jornalista Cláudio Humberto.

Não foi só na Petrobras que o PT gerou estragos bilionários, levando uma estatal que já foi símbolo do país à falência. Os Correios, há não muito tempo uma marca que orgulhava os brasileiros pela eficiência e qualidade dos serviços prestados, também estão destroçados. Apenas nos últimos quatro anos o prejuízo já ultrapassa a casa dos R$ 5,5 bilhões. As informações são do jornalista Cláudio Humberto.


Apenas em 2015 o prejuízo foi de R$2,1 bilhões – o pior resultado desde a criação dos Correios, há 354 anos. Para ganhar um respiro a empresa suspendeu por um ano regalias aos 117.000 funcionários, quando eles entram em férias. Quando um trabalhador normal entra em férias, recebe gratificação de um terço do salário. Os Correios dobram a gratificação: 70% do salário.


Além dos 70% de presente, funcionário dos Correios em férias ganha mais um salário a título de “empréstimo”, a ser pago em cinco vezes. No ano da reeleição de Dilma, a estatal inventou lucro de R$9 milhões ao considerar “receita” R$ 1,1 bilhão não pagos ao fundo Postalis.


Vale lembrar que os Correios tiveram papel central na reeleição de Dilma, ao atuar como distribuidor exclusivo de material da campanha da candidata e do então candidato ao governo de Minas Gerais, Fernando Pimentel. Ao mesmo tempo, materiais da campanha de Aécio Neves (PSDB) ficaram retidos em centros de distribuição da empresa. O resultado surpreendente foi que, mesmo tendo saído do governo de Minas em 2010 com mais de 70% de aprovação, Aécio acabou derrotado em seu estado natal. 

Notícias Relacionadas