economia 23/03/2017 às 10:18

Peritos da PF fazem pesadas críticas às conclusões da Carne Fraca

Associação Nacional informa que peritos não foram consultados e que conclusões da operação sobre riscos à saúde das pessoas não são científicas.

Não são mais apenas jornalistas, políticos, juristas e autoridades que criticam a Operação Carne Fraca: agora o coro dos descontentes também chegou no interior da própria Polícia Federal que conduziu as investigações. Através de nota, a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), divulgada na última terça-feira, posicionou-se radicalmente contrária às conclusões da Operação. Segundo a APCF, os peritos foram consultados uma única vez no decorrer das investigações a as conclusões apresentadas sobre riscos à saúde dos consumidores não são de forma alguma científicas. As informações são da Gazeta do Povo.


Segundo a associação, embora a PF tenha à sua disposição 27 peritos criminais formados em medicina veterinária e outras dezenas de especialistas nas áreas de química, farmácia/bioquímica, medicina, agronomia e biologia, a participação dos especialistas em análise de fraudes alimentares não foi devidamente empregada durante a condução das investigações.


“As afirmações relativas ao dano agudo à saúde pública não se encontram lastreadas pelo trabalho científico dos peritos criminais da Polícia Federal, sendo que apenas um Laudo Pericial da Corporação, hábil a avaliar tal risco, foi demandado durante os trabalhos de investigação, sem que se chegasse, no entanto, a essa conclusão”, diz a entidade, em nota.


A Operação Carne Fraca vai se mostrando cada vez mais nebulosa, estranha, sem noção ou senso de realidade. Afinal, a quem interessou gerar um prejuízo que já atingiu a marca dos U$ 63 milhões em um único diacomprometendo justamente o \agronegócio que mantém a economia em pé? Esperemos que em algum momento as respostas possam começar a aparecer.

Notícias Relacionadas