geral 22/02/2017 às 09:43

Secretaria inova na Medicina e decide: aparelho excretor reproduz

Levy Fidelix foi multado pela Secretaria de Defesa da Cidadania de São Paulo por declaração em debate presidencial em 2014.

Em 2011, a Agente de Trânsito da Guarda Municipal do Rio de Janeiro, Luciana Silva Tamburini, abordou um Juiz em uma blitz da Lei Seca. Ela solicitou que o Magistrado realizasse o teste do bafômetro. O Meritíssimo Juiz João Carlos de Souza Correa apelou para a velha tática da carteirada. Ao que Luciana respondeu: "Juiz não é Deus". Resultado? Luciana foi condenada a indenizar o Meritíssimo em R$ 5 mil. Desta forma, tivemos uma importante inovação na teologia e descobrimos que Juiz é Deus, sim!
 

Agora a inovação vem na área da Medicina e foi parida pela Secretaria de Defesa da Cidadania de São Paulo. O ex-candidato Presidencial Levy Fidelix (PRTB) foi condenado em R$ 25.700,00 mil por ter afirmado em debate na eleição de 2014 que "aparelho excretor não reproduz". Desta forma, aprendemos que ao contrário do que sempre afirmou a Medicina tradicional, aparelho excretor reproduz, sim!


O Brasil ainda oficializará a sonhada Terra quadrada de Lula.

Notícias Relacionadas