economia 20/02/2017 às 18:17

Cedae será privatizada. Contra a vontade de Bolsonaro, PSOL e PSDB

Medida era exigência do Governo Federal como contrapartida da ajuda recebida para tirar o Rio de Janeiro do estado de insolvência em que se encontra.

Na tarde de hoje a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou a privatização da CEDAE, a Companhia de Água e Saneamento do Estado. A medida era uma das contrapartidas exigidas pelo Governo Federal para a liberação do pacote de socorro financeiro ao estado. O Rio de Janeiro encontra-se em estado de insolvência financeira, com salários atrasados em todo o funcionalismo, incluindo segurança, saúde e educação.


A surpresa ficou por conta da resistência à aprovação da privatização. Num mesmo combo se uniram o deputado Flávio Bolsonaro (PSC), candidato derrotado à Prefeitura do Rio de Janeiro nas eleições do ano passado, o PSOL de Marcelo Freixo, também derrotado no pleito de 2016 e, surpreendentemente o PSDB. Justamente no estado em que supostamente o PSDB conta com maior influência do pensamento liberal, oriundo da Casa das Garças.


Na votação final, 41 votos favoráveis à privatização contra 28 contrários. 

Notícias Relacionadas