politica 18/02/2017 às 14:14

Velloso desiste da Justiça e Temer fica com abacaxi para descascar

Advogado desiste após sofrer com bombardeios intensos na seara política na última semana. Vice-Procurador Geral passa a ser o mais cotado.

Carlos Velloso era praticamente uma unânimidade na área jurídica. Definido por Temer para ocupar o lugar de Alexandre Moraes no Ministério da Justiça, teve que ficar uma semana inteira sob bombardeio na área política, enquanto o PMDB tentava emplacar um nome de sua confiança. Foi atacado por várias frentes, apontado como indicação exclusiva de Aécio Neves, que chegou a ser chamado de traidor pelos peemedebistas e por fim recuou: na última sexta-feira (18), Velloso comunicou Temer que continuará advogando e não assumirá o Ministério.


Com isso, Temer ficou com um senhor abacaxi em mãos para descascar. Ainda que houvesse resistência ao nome no lado político, Velloso traria uma credibilidade enorme do ponto de vista técnico para o governo. Não a toa, o nome mais forte agora parece ser o do Vice-Procurador Geral da República, José Bonifácio Andrada. Com vasta trajetória no serviço público, Andrada também é apontado como próximo ao tucano Aécio Neves. Ele foi Advogado Geral da União no governo FHC e Advogado Geral do Estado durante os governos de Aécio em Minas. 


Entretanto, Temer agora deve colocar toda a decisão em banho-maria, até a sabatina e aprovação de Alexandre Moraes no Senado. O objetivo do Palácio do Planalto é evitar ao máximo novos desgastes na escolha do substituto de Moraes na pasta.

Notícias Relacionadas