politica 16/12/2016 às 14:31

Popularidade de Temer despenca. Por quanto tempo ele será capaz de resistir?

Presidente vê popularidade despencar junto com a aparição de seu nome em delações da Odebrecht. Qual sua capacidade de resistir?

EDUARDO BISOTTO.
DIRETOR DO SUL CONNECTION.
 

Que Michel Temer (PMDB) é um Presidente infinitamente melhor que Dilma Rousseff (PT), não é preciso ser um gênio para perceber. Seu problema está nas circunstâncias. Uma economia escangalhada, em depressão profunda e sem perspectivas de crescer, aliado ao fato de Temer ver seu nome envolvido nas delações da Odebrecht, tudo quando pesquisas apontam para uma piora significativa na avaliação que a populaçã faz de seu governo, apontam para uma travessia cada vez mais difícil até 2018.


Primeiro foi o Datafolha. Divulgada no último dia 11 de dezembro, a pesquisa do instituto do grupo Folha apontou que a reprovação à Temer tinha saltado de 31% em julho para 51%. É um salto muito grande. Hoje foi a vez do Ibope confirmar a informação. Segundo o tradicional instituto, 46% avaliam Temer como ruim ou péssimo, o que praticamente confirma a rejeição detectada pelo Datafolha.


Restam a Temer um apoio maciço do Congresso, algo que Dilma tinha em seu primeiro mandato e algum lastro determinados movimentos que apoiaram o impeachment. E só. 


Será o suficiente para completar o mandato? Com uma pressão que chega ao ponto do ponderado senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) pedir sua renúncia, vai ficando cada vez mais difícil.

Notícias Relacionadas