politica 13/12/2016 às 09:59

Separando o joio do trigo na delação de Aécio Neves

É realmente necessária muita calma e conter as emoções para saber separar corretamente o que são fatos concretos de meras especulações. 

A inclusão de Aécio Neves na famosa lista dos delatados por um dos executivos da Odebrecht soou no mínimo estranha ao fazer-se uma análise mais minuciosa do fato, considerando-se que o valor declarado pelo delator como suposta propina foi registrado no caixa da campanha presidencial de Aécio em 2014. O dinheiro não foi nem mesmo usado como Caixa 2, prática recorrente nos casos de doações empresariais para campanhas.

O que poderia ter levado o delator a incluir o nome de Aécio Neves dentre os supostos receptores de propinas? A resposta pode estar na necessidade dos delatores de gerar fatos relevantes e novos para a Força-Tarefa da Lava Jato.

Explicamos: este Sul Connection tem uma fonte bastante próxima ao caso do ex-diretor da Petrobrás Renato Duque, preso no esquema do Petrolão. Duque está já há meses tentando negociar seu acordo de delação premiada mas, segundo fomos informados, ainda não o conseguiu justamente por estar apresentando informações que a própria Força-Tarefa já teria conseguido apurar sozinha, por meio das investigações e de outras delações, assim sendo não trazendo nada para conseguir barganhar um acordo.

Teria sido esse o caso do diretor da Odebrecht, ao incluir o nome de Aécio Neves em sua delação referenciando uma doação legal da construtora à campanha presidencial do senador mineiro em 2014? É necessário saber separar o joio do trigo, lembrando que com a dimensão do acordo da Odebrecht, cada um dos delatores pode estar desesperado em apresentar um fato novo para conseguir bons acordos, mesmo que esses não levem a nada de concreto. 

Mais ainda, a quem interessa o vazamento dessas informações por meio da Revista Veja? A mesma Veja que no final da campanha à prefeitura do Rio de Janeiro saiu com uma capa extremamente jocosa contra o prefeito-eleito Marcelo Crivella, dentre outras?

É realmente necessária muita calma e conter as emoções para saber separar corretamente o que são fatos concretos de meras especulações. 

Notícias Relacionadas