politica 29/11/2016 às 21:58

No dia da maior tragédia esportiva da história do Brasil, esquerda mete fogo em Brasília

Respeito é uma palavra que não existe no vocabulário desta gente.

O Brasil inteiro chora como não chorava desde a morte dos Mamonas Assassinas em 1996 e, talvez mais ainda, do que na morte de Ayrton Senna em 1994. Vidas de jovens no auge da forma foram perdidas na tragédia da Chapecoense em Medellin. Morreu o melhor presidente presidente de Federação do paísMorreu Sandro Palaoro, o melhor Presidente de Clube deste país nas últimas décadas. Morreu o sonho de uma cidade inteira e, não só, de toda uma região. 


Nada disso importou para uma malta de arruaceiros psicopatas, que não pensaram duas vezes em tacar fogo em Brasília. Levaram à diante um plano que este Sul Connection antecipou ainda ontemContaram com a leniência de um governador omissoque ignorou todas as informações disponíveis sobre a guerra que se aproximava. Talvez preso ao "socialismo" do nome de seu partido.


Hoje a esquerda revelou sua alma de várias formas. Da lamentável posição do Catraca Livreaos vândalos em Brasília.


Quem ainda ignorar isso, é tão psicopata quanto os vândalos. Não dispõe de sentimentos, não dispõe de parâmetros morais mínimos.


Que Deus tenha piedade do Brasil.

Notícias Relacionadas