politica 29/04/2016 às 17:04 - Atualizado em 29/04/2016 às 17:12

Parece petista, age como petista, mas nega que é petista: eis a APP-Sindicato

Sindicato que deveria representar os professores do Paraná se comporta como braço de um partido político.

Não é de graça que desfiliações em massa têm ocorrido na APP-Sindicato. Com uma ação cada vez mais partidarizada, por mais que negue, a entidade tem se comportado na prática como um braço do petismo em território paranaense. Hoje, por exemplo, a APP realizou manifestações para relembrar o quê chama vergonhosamente de massacre na praça da Assembleia Legislativa.

Para quem não lembra: há um ano atrás, com dezenas de black blocs infiltrados e baderneiros de toda a espécie infiltrados, a APP-Sindicato provocou um confronto com a PM do estado em uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa do Paraná, que deveria ser em favor dos direitos dos professores. Para se ter uma ideia, um dos líderes daquela manifestação foi preso por tráfico internacional de armas

Já naquela época, a postura era uma típica tática partidária: com Dilma descendo ladeira abaixo, o objetivo era tentar desviar o foco para o tucano Beto Richa, criando um contraponto oposicionista para o desastre petista na gestão federal.

É inegável que o confronto gerou um grande desgaste para Richa. Como é inegável, igualmente, que a tática petista da APP naufragou. Com o ajuste fiscal funcionando, os professores paranaenses receberam os maiores reajustes do país. Da mesma forma, tem a melhor situação com as horas-aula e condições de trabalho invejáveis. O quê leva à constatação inevitável: a APP-Sindicato não tem uma pauta em defesa de seus filiados. Tem uma pauta em defesa de seu partido político, algo bem diferente. 

É uma pena. Este Sul Connection reconhece a necessidade de uma representação digna dos trabalhadores, até mesmo no sentido de manter um equilíbrio no diálogo com os empregadores, sejam públicos, sejam privados.

Quando sindicatos viram braços de partidos políticos, quem mais perdem são justamente os trabalhadores que deveriam ser representados. 

A manifestação de hoje é mais um episódio na triste sina da APP-Sindicato de servir como mero esbirro de um projeto político que caminha para a completa irrelevância após anos de corrupção e promessas não cumpridas.

É profundamente lamentável.

A foto que ilustra o post é do jornal Gazeta do Povo.

Notícias Relacionadas