politica 12/04/2016 às 11:23 - Atualizado em 12/04/2016 às 12:14

A necessidade de uma interpretação liberal da Constituição

Em sua palestra no 29° Fórum da Liberdade, o advogado Rodrigo Saraiva Marinho afirmou que os liberais se omitiram no seu dever de interpretar a CF

CONTRIBUA COM O SUL CONNECTION. É SÓ CLICAR NO BOTÃO. 

O advogado Rodrigo Saraiva Marinho foi um dos palestrantes no painel de abertura do Fórum da Liberdade. Em sua fala, Rodrigo falou de um conceito muito importante, e que foi esquecido pelos liberais durante muito tempo: a necessidade de apresentar uma interpretação liberal ao texto constitucional.

Marinho lembrou que, em meados dos anos 90, figuras como Roberto Campos, que haviam se colocado em oposição ao nível de intervencionismo na Carta Magna, deixaram de falar do assunto. O espaço aberto permitiu que interpretações socializantes de uma Constituição já bastante densa e estatista empurrassem o país para um meandro legalista de esquerda.

Os efeitos são sentidos até onde, como por exemplo na questão da segurança jurídica. Permitiu-se uma relativização do direito de propriedade em tal grau que houve uma facilitação no trabalho ideológico de organismos como o MST. 
 

Notícias Relacionadas