geral 07/04/2016 às 16:07

Teori homologa delação da Andrade Gutierrez

É uma péssima notícia tanto para Dilma quanto para Temer. Na delação, empresa afirma que doações para a campanha de PT e PMDB eram propina

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou o acordo de delação premiada de Otávio Mesquita de Azevedo, ex-presidente da empreiteira Andrade Gutierrez, e de Flávio Barra, ex-executivo da empresa. Informações publicadas na edição desta quinta-feira (7) do jornal "Folha de S.Paulo" e confirmadas pela TV Globo apontam que, nessas delações, os executivos afirmaram que a empresa pagou propina em forma de doações legais para as campanhas da presidente Dilma Rousseff em 2010 e 2014. As informações são do G1.

A Andrade Gutierrez diz que quem montou o esquema de propinas para as campanhas de Dilma em 2010 e 2014 foram a ex-Ministra e melhor amiga de Dilma, Erenice Guerra e o ex-Ministro Antonio Palocci. Ambos negaram qualquer participação. Vale lembrar que delações só são homologadas, com os benefícios que oferecem, quando as provas que os delatores apresentam são abundantes.

O tesoureiro da campanha de Dilma em 2014, Edinho Silva, foi nomeado por ela Ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência. Provavelmente para garantir o foro privilegiado quando o processo estourasse. Exatamente como foi feito com Lula.

Assim segue o petismo, enquanto o impeachment não faz a urgente limpeza.

A foto que ilustra a matéria é de O Globo.

Notícias Relacionadas