politica 04/04/2016 às 12:55

A saúde do Brasil passa por chutar Dilma, afirma jornal francês Le Figaro

Um dos mais importantes jornais do mundo constata o caos em que o país mergulhou. Dilma tornou-se uma pária no cenário internacional.

A lista vai ficando impossível de ser lembrarda por inteiro: The Guardian da Inglaterra, a revista britânica The Economist, o esquerdista jornal americano The New York Times e agora o francês Le Figaro: todos pedem a saída imediata de Dilma Rousseff do poder. O Figaro foi, até agora, o mais duro com Rousseff: afirma que a saúde do Brasil passa por chutar a Presidente. Para ler a matéria em francês na página do jornal, CLIQUE AQUI.

A matéria assinada pelo jornalista Nicolaz Baverez é duríssima. E aponta para fatos inquestionáveis. Dois anos depois da Copa do Mundo e em pleno ano da realização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Brasil vive sob a ameaça de que os dois mega-eventos sejam os símbolos de sua queda na sociedade globalizada.

A violência está completamente fora de controle, com mais de 60 mil assassinatos por ano.

Do crescimento de 7,5% da economia em 2010, restam só lembranças. Ano passado o país teve uma queda em seu PIB de 3,8%, sendo que 2016 deve pelo menos repetir o desastre. Já a inflação ultrapassou os dois dígitos, chegando a 10,7%. Acompanhando todo este cenário de caos, o desemprego acelerou para 40% em relação ao igual período anterior e hoje já afeta 9% da força de trabalho nacional.

É o retrato da tragédia petista. É um cenário de caos e terra devastada.

É o resultado do poste inventado por Lula e de todos os populismos feitos para manter o poste no poder.

Dilma é uma pária na comunidade internacional.

Que esta era de desgraças acabe logo.

A foto que ilustra o post é de Nicolaz Baverez/Le Figaro.

Notícias Relacionadas