esporte 06/02/2016 às 21:07 - Atualizado em 06/02/2016 às 21:23

Caiu em Itaquera, já era! Lula, Corinthians, Itaquerão e Lava-Jato: você leu primeiro no Sul Connection

Matéria do dia 22 de junho de 2015 do Sul Connection, publicada no Facebook, apontava que Lula ia se complicar no estádio do seu time do coração.

No dia 22 de junho do ano passado, este Sul Connection ainda engatinhava como um veículo de comunicação na internet. Nosso site ainda não estava pronto e nos limitávamos a utilizar nossa página do Facebook para compartilhar com os amigos as informações que possuíamos e que a grande imprensa, mesmo a dita oposicionista, não trazia ao distinto público. Pois bem, neste dia trouxemos uma matéria exclusiva. Com o título "O MISTÉRIO DO ITAQUERÃO. OU: SERIA O ENCONTRO ENTRE LULA, ODEBRECHT E PETROBRAS?", a matéria apontava que no estádio do Corinthians estava uma grande chave para o esquema de poder do ex-Presidente.

 

Não deu outra. Hoje, sabemos, o mesmo engenheiro responsável pelas obras do Itaquerão foi quem reformou todo o sítio do Lula que não é do Lula mas que o Lula usa. A mesma Odebrecht está metida em ambas encrencas. E a coisa só azeda.

 

Confira abaixo a matéria publicada naquele 22 de junho com absoluta exclusividade por este Sul Connection.

 

O MISTÉRIO DO ITAQUERÃO. OU: SERIA O ENCONTRO ENTRE LULA, ODEBRECHT E PETROBRAS?

 

Luís Inácio Lula da Silva é corintiano. Emílio e Marcelo Odebrecht são empreiteiros. Andrés Sanchez é um dirigente corintiano. Lula queria um estádio para seu time de coração. Emílio e Marcelo queriam negócios. Andrés Sanchez queria um estádio sem precisar pagar.

 

Lula não queria que seu time tivesse um simples estádio. Queria um estádio para a abertura da Copa. Um estádio assim custa muito, muito caro. Aproximadamente R$ 1,4 bilhão de reais. Tornar um investimento deste porte algo que dê retorno não é uma operação simples. Perguntem para o Barcelona. O maior clube do mundo está há anos protelando a construção de um novo estádio pelo custo. Se o Barça não tem certeza que pode fazer seu estádio se pagar, o quê dizer de um clube sem um décimo do alcance global da marca catalã?

 

Aí entra o mistério. Por quê a Odebrecht entrou na parada? Por quê o Corinthians arriscou comprometer toda sua renda em bilheteria por um prazo de 20 anos?

 

A apuração deste SulConnection constatou o seguinte: a Odebrecht começa a assumir muito mais obras na Petrobrás DEPOIS de assumir a construção e operação do Itaquerão. Teria Sanchez imaginado que o Corinthians não precisaria pagar, já que a Odebrecht "receberia" por outras fontes? Seria a Arena Corinthians o ponto de encontro entre Lula, Emílio e Marcelo Odebrecht e o Timão?

 

É na Arena Corinthians, ou Itaquerão, como prefiram, que está marcado o encontro de Sergio Moro com Luís Inácio Lula da Silva?

 

A conferir.

 

Aqui o post original no Facebook com a matéria e a data.

Notícias Relacionadas