LAURO TENTARDINI
Jornalista e radialista. Editor de Esportes do Sul Connection. Cobriu dupla Grenal, seleção brasileira, sul-americano de vôlei, Jogos Mundiais Militares e outros. Assessor do Kindermann, campeão da Copa do Brasil de Futebol Feminino. Tratará aqui dos principais assuntos esportivos, com foco no sul do país, mas também jogos olímpicos, seleção brasileira e Fórmula 1.

27/09/2015 às 03:16

De olho na Renault, Alonso tenta ser demitido da Mclaren

As reclamações de Fernando Alonso sobre a Honda durante o GP do Japão foram calculadas. O piloto espanhol, que repetiu por duas vezes que estava correndo com um motor de GP2, está de olho numa vaga na equipe Renault, que voltará a Fórmula 1 no próximo ano e com a qual o espanhol foi bicampeão mundial.

 

O companheiro de Alonso, na Renault, seria Pastor Maldonado. Romain Grosjean vai para a nova equipe Haas.

15/09/2015 às 10:25

Tecnologia para a arbitragem vai gerar mais confusão

O pedido da CBF para usar a tecnoclogia em auxílio a arbitragem tem tudo para dar errado. A tecnologia é bem-vinda, em alguns casos, como no chip para dizer se a bola entrou ou não, que foi utilizado na copa do mundo, o chamado "Goal-Line".

 

Em outros casos, como o impedimento, é preciso um estudo, pois como sabemos os auxiliares não tem condições de acertarem todos. O problema é imaginar a seguinte situação: um clássico, estádio lotado e o jogador do time A, em impedimento faz o gol. O árbitro para o jogo e dá cartão amarelo. Depois o lance segue e, ele, é avisado que não havia impedimento. O cartão é cancelado, o gol validado, imaginem a confusão com as torcidas?

 

Também temos os lances de pênalti. Em alguns casos temos que assistir cinco ou seis vezes e ainda ficamos na dúvida na marcação ou não de pênalti. Como a CBF diz que a sua ideia e não parar o jogo para a análise das jogadas, obviamente essa ideia da Confederação Brasileira de Futebol servirá apenas para gerar confusão.

 

O uso da tecnologia é bem-vindo. Desde que maneira coerente, eficiente e que não crie mais transtornos ao nosso falecido futebol.

15/09/2015 às 10:07 - Atualizado em 15/09/2015 às 10:11

Futebol brasileiro é obra para o Mago Merlim

O futebol brasileiro chegou ao fundo do poço. Não foi pelo 7 a 1, mas pelo conjunto da obra. A falência dos principais clubes, que só não é definitiva por que o governo sempre os salvam; a inexistência de planejamento estratégico e soluções a longo prazo; o discurso envelhecido e nada científico e a incapacidade de gerir recursos transformaram o nosso futebol numa piada internacional em todas os níveis e categorias.

 

Temos dirigentes que pensam, que é possível montar time a cada seis meses, trocando desta forma seis ou sete jogadores (as), que mudam de técnico como se muda de cuecas, que gastam a mais por que não mantém um time formado e depois precisam, no desespero, contratar mais de 20 jogadores (as).

 

Com dirigentes que não evoluem e são do tempo em que futebol se ganhava nos bastidores, em ligações para os presidentes de federações e pressões na arbitragem, só o Mago Merlin para salvar o futebol brasileiro.

 

Futebol é arte e esporte. Mas, também, é ciência, entrosamento, continuidade. Não se faz time há cada seis meses. Um time precisa de anos para ser formado e ter consistência. Não se desmancha um time no auge, não se monta um time de um dia para o outro. Futebol não é para mágico.

01/09/2015 às 10:43

Brasileiro Feminino: vem aí as trapalhadas 2015 da CBF

Vai começar no próximo dia 7 de setembro o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. A competição é organizada pela CBF, com apoio financeiro da Caixa e gerida pela Sport Promotion.

 

Não bastasse os cinco meses sem atividade numa competição nacional, a CBF conseguiu marcar uma convocação da seleção sub-20 para a semana de abertura do Campeonato Brasileiro. Alguns clubes serão prejudicados de saída.

 

Neste ano teremos, também, o sistema de Draft, na segunda fase, para que os oito melhores possam contar com jogadoras da seleção. Até agora os clubes não foram informados de como será este sistema, mas se for verdade que as mais velhas - ou que moram em São Paulo - poderão escolher os clubes, o campeonato já começa a ser, digamos, manipulado.

 

Os árbitros escolhidos para apitar a competição são do quadro CBF-2. Se no principal quadro os árbitros já são ruins, imaginem os secundários? Além disso, a arbitragem local, que neste ano é adota em alguns jogos do masculino, é algo que sempre gera confusão.

 

Os jogos da TV, em geral, não levam em conta as principais forças do futebol feminino brasileiro. E mostrar jogos de grandes goleadas só desvaloriza o produto.

 

Os favoritos são os de sempre: São José, Centro Olímpico, Ferroviária, Santos, Rio Preto, Flamengo, Foz, Vitória e Kindermann.

 

Que as meninas façam bonito. E a CBF diminua as trapalhadas!

01/09/2015 às 10:28

As quartas da Copa do Brasil: Vasco é o único sem chance de título

Após a definição dos duelos de quartas de final da Copa do Brasil, o único clube realmente feliz é o São Paulo. O Vasco, seu adversário, é o pior time do ano no futebol brasileiro. Aliás, é inacreditável que o Flamengo tenha sido eliminado por um time que é a perfeita definição da ruindade coletiva e individual. O São Paulo passará fácil pelo Vasco.

 

No mesmo lado do chaveamento, o Figueirense enfrenta o Santos que, após a chegada de Dorival Junior, se ajeitou. É muito difícil bater o Santos na Vila Belmiro, mas o Figueirense tem jogado para o gasto em 2015 e numa competição eliminatória tudo é possível. O confronto está em aberto, mas o favorito é o Santos.

 

Grêmio e Fluminense vão fazer um duelo de tricolores. O Grêmio é um time mais copeiro, mais aguerrido e melhor treinado. Porém o Fluminense possui jogadores com mais talentos individuais. Completo, o Grêmio é mais time. Deve passar com sofrimento e a força da Arena.

 

O Inter não faz um bom ano, apesar do título gaúcho. Porém deu uma melhorada com Argel. A verdade é que a parte defensiva do time é muito ruim. O Palmeiras possui um grande técnico Marcelo Oliveira, alguns bons jogadores que ainda não encaixaram completamente, mas vive um momento melhor. Este deve ser o duelo mais equilibrado de todos, onde é difícil apontar um favorito.